Role para o topo
Entre em contato
victor@berriel.me

Alguns anos atrás quando eu fazia pós graduação de Design Estratégico, tinha uma disciplina chamada Design Thinking que sempre ensinava umas metodologias diferentes pra minha cabeça da época e que focavam na experiência do usuário e na otimização das etapas. Uma delas eu acabei masterizando e adaptando pra minha realidade como designer gráfico focado em projetos de identidades visuais, o que me ajuda bastante no dia a dia: a Double Diamond.

É uma metodologia tão simples, tão pura e simples que basicamente organiza a forma como os designers trabalham, transformando toda aquela bagunça mental, não-linear e caótica em algo tranquilo e conciso.

Vou te mostrar como isso funciona.

O Double Diamond foi criado pelo British Design Council em 2005 e é uma representação gráfica simplificada de um processo de design (observe que existem outros e tá tudo bem). Ele foi testado e monitorado nos departamentos de design de 11 empresas multinacionais, resultando na identificação de quatro claros estágios genéricos.

© Design Council 2005

“Todo designer tem uma abordagem e maneiras de trabalhar diferentes, mas existem alguns pontos em comum no processo criativo”

– Design Council

Ele mostra quatro estágios, dispostos em dois diamantes adjacentes.

Cada uma das quatro etapas é caracterizada por um pensamento divergente (apresentando várias ideias possíveis) ou um pensamento convergente (refinando ou restringindo a uma “melhor” ideia). A forma de diamante indica que o pensamento divergente ocorre duas vezes no processo: uma pra confirmar o problema e outra pra entregar a solução.

Os quatro estágios são:

– Descobrir
– Definir
– Desenvolver
– Entregar

Um erro muito comum na maioria dos designers é mergulhar diretamente no “Desenvolver” e “Entregar”, sem passar pelas duas primeiras etapas.

Por isso que na maioria das vezes os designers acabam resolvendo o problema errado, ou pro público errado, ou com as especificações erradas. Para obter os melhores resultados, todos os estágios precisam ser explorados, iterados e refinados. Por isso que todos os meus trabalhos possuem essa metodologia.

Deixa eu te explicar cada uma das etapas com mais detalhes:

Descobrir

O início do projeto, onde você pode olhar o universo do cliente de uma maneira renovada, perceber coisas novas, modos de ser, melhorias que podem ser feitas e coletar insights.

Definir

Isso leva a descobertas, percepções e possibilidades da fase Descobrir e faz as coisas terem mais sentido juntamente com um briefing claro e objetivo.

Desenvolver

Esse é um período de exploração, onde soluções e conceitos são experimentados e testados. O processo iterativo (favor não confundir iteração com interação) que resulta em ideias aprimoradas e refinadas.

Entregar

Essencialmente, o resultado do projeto (seja um produto, processo, design de objeto, embalagem, o que seja) é finalizado, produzido e lançado no mercado.

Como eu adaptei isso pra minha realidade?

Descobrir: estudar o mercado do cliente, seus concorrentes, público-alvo, diferenciais e análise do briefing
Definir: rascunhos da ideia principal do logo, tom da marca e estratégias de posicionamento, conceituação
Desenvolver: criação de grids e construção do símbolo, tipografia, paletas de cores e manual da marca
Entregar: os entregáveis variam de acordo com o briefing mas aqui é a parte onde derivo a identidade visual em outros produtos como cartões de visitas e papelaria, social media, campanhas etc

Esses quatro estágios da metodologia inicial se traduzem diretamente nas minhas etapas de construção de marcas – seja do zero ou até mesmo um redesign.

A adaptação do modelo inicial do Design Council funciona muito bem com brand design, assim como qualquer resolução de tarefas no design:

– Identificar um problema >
– Ampliar as possibilidades e explorar >
– Definir algumas oportunidades >
– Explorar e desenvolver as especificidades da solução >
– Fazer acontecer!

Aprenda mais sobre esse modelo diretamente no site do Design Council.

Author avatar
Victor Berriel
https://berriel.me